Referência em psiquiatria no Tocantins, Emílio Fernandes morre vítima de complicações da Covid-19

0
7

O médico psiquiatra Emílio Fernandes Vasques Júnior morreu neste domingo (27), em decorrência das complicações causadas pela Covid-19, em um hospital de São Paulo. Emílio era referência em psiquiatria no Tocantins, onde autuou por vários anos no CAPS II e no ambulatório de psiquiatria de Palmas.

O médico deixa esposa, que é enfermeira aposentada da rede municipal de saúde, e três filhas que também são servidoras municipais na área da saúde: uma endocrinopediatra, uma psicóloga e uma psiquiatra.

A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) emitiu uma nota de pesar e ofereceu condolências aos familiares, amigos e admiradores do profissional. Ao todo, pelo menos nove profissionais da saúde do Estado morreram em decorrência do novo coronavírus, desde o início da pandemia.

Confira na Integra a Nota da Semus 

Recebemos com grande pesar notícia do falecimento do psiquiatra Dr. Emílio Fernandes Vasques Júnior, ocorrido neste domingo, 27, em decorrência de complicações da Covid-19.

Referência em psiquiatria no Tocantins, Dr. Emílio deu grande contribuição ao Município de Palmas, atuando por vários anos no Caps II e no ambulatório de psiquiatria da Capital.

Dr. Emílio deixa exemplo de profissionalismo, dignidade humana, dedicação ao bem-estar do outro, por isso é fonte de inspiração às novas gerações que buscam a medicina como sua profissão.

Em nome de todos os servidores da Secretaria Municipal da Saúde (Semus), externo nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores por essa perda irreparável. Nos solidarizamos, especialmente, com sua esposa Haidee Campitelli Vasques, enfermeira aposentada da Rede Municipal de Saúde e com suas filhas também servidoras da pasta, a endocrinopediatra, Aline Campitelli, a psicóloga Fernanda Campitelli e Camila Campitelli, psiquiatra como o pai.

Valéria Paranaguá

Secretária Municipal de Saúde

 

Por:  Redação/Surgiu com alterações de Bárbara Maciel FARCOM/TO